Skip directly to content

labor, trade and industry

A Estação de Trem de Jerusalém

12  A estação de trem de Jerusalém, 1917: Jemal Pasha, governador-geral otomano na Síria-Palestina, e o General Erich von Falkenhayn, chefe da missão militar alemã ao Oriente. 

Jaffa trilhos de trem

Jaffa: um dos primeiros píeres com trilhos de trem a serem construídos no porto.

Sa'id al-Shawwa

Sa’id al-Shawwa, notável líder de Gaza e exportador de grãos. Depois da ocupação britânica, ele se tornou prefeito de Gaza e membro do Conselho Supremo Muçulmano – o mais alto departamento responsável por assuntos da comunidade muçulmana.

Nazif al-Khalidi

Nazif al-Khalidi, engenheiro de Jerusalém. Ele foi um dos principais auxiliares do engenheiro-chefe alemão Meissner, que supervisou a construção da ferrovia de Hijaz, iniciada em 1900; essa ferrovia ligava Damasco a Medina.

On Strike

O centro comercial árabe ao lado da Porta de Jaffa, Jerusalém, em greve durante os distúrbios do Buraq (Muro das Lamentações), 1929. O Muro das Lamentações faz parte da muralha oeste do complexo contendo as mesquitas do Domo da Rocha e Al-Aqsa (veja 1).

Comitê de Auxílio de Emergência

O Comitê de Auxílio de Emergência (visto aqui em sessão na sua sede em Jerusalém, 1929) foi formado durante os distúrbios de 1929 para ajudar famílias palestinas afetadas.

Rio Auja

Moinhos de água no Rio Auja, próximo a Jaffa. 

Pescadores

Pescadores no Mar da Galileia

Grãos (1)

Grãos: dos 4.367.629 dunams plantados com grãos, os palestinos eram os donos e fazendeiros de 4.152.438 dunams. 

Grãos (2)

Grãos: dos 4.367.629 dunams plantados com grãos, os palestinos eram os donos e fazendeiros de 4.152.438 dunams. 

Grãos (3)

Grãos: dos 4.367.629 dunams plantados com grãos, os palestinos eram os donos e fazendeiros de 4.152.438 dunams. 

Grãos (4)

Grãos: dos 4.367.629 dunams plantados com grãos, os palestinos eram os donos e fazendeiros de 4.152.438 dunams. 

Bananas

Bananas: 60% da área plantada com bananas era de propriedade e cultivo dos palestinos

Vinhedos

Vinhedos: 86% das terras plantadas com vinhedos eram de propriedade e cultivo dos palestinos. 

Melões

Melões: dos 125.979 dunams com cultivo de melão, os palestinos cultivavam e eram proprietários de 120.304 dunams. 

Azeitonas

Azeitonas: de 600.133 dunams, 99% eram de propriedade e cultivo dos palestinos

Verduras

Verduras: de 279.940 dunams, 239.733 dunams eram de propriedade e cultivo dos palestinos. 

Tabaco

Tabaco: a área com cultivo de tabaco era restrita pelo governo mandatário para evitar safra excessiva. Praticamente toda a área com cultivo de tabaco era de propriedade palestina. 

Pecuária (1)

A riqueza animal do país também era majoritariamente de propriedade dos palestinos.

Pecuária (2)

A riqueza animal do país também era majoritariamente de propriedade dos palestinos.

A Laranja de Jaffa: O Presente Palestino ao Mundo

149-157 Hoje em dia a laranja de Jaffa é o produto agrícola mais associado com a agricultura israelense. Contudo, especialistas palestinos já tinham desenvolvido a laranja de Jaffa antes de começar a colonização sionista na Palestina.

Vista para o mar

Jaffa, vista para o mar. Até 1936, antes do desenvolvimento dos embarcadouros de Haifa e Tel Aviv, Jaffa tinha o maior porto da Palestina. 

Parada de táxi

Parada de táxi, Porta de Damasco, Jerusalém, ca. 1928. A Porta de Damasco e as muralhas da Cidade Antiga (veja 176) também foram construídas por Suleiman, o Magnífico.

Verduras

Uma banca de verduras. 

Loja de Khalil Raad

Loja de Khalil Raad, Porta de Jaffa, Jerusalém (veja 72, 124–136).

Joalheiros de Acre

Joalheiros na Cidade Antiga de Acre 

Ceramista (1)

As antigas artes do ceramista

Ceramista (2)

As antigas artes do ceramista.

Mercado de Especiarias

Suq al-Attarin (o mercado de especiarias). 

A Palestina e o Petróleo

O oleoduto do Iraque a Haifa sabotado por guerrilheiros, verão de 1936. Esse foi talvez o primeiro exemplo das implicações do problema palestino ao fluxo de petróleo para o Ocidente.

O hospital particular Dajani, Jaffa

O hospital particular Dajani, Jaffa, construído em 1933. 

Sabão na fábrica Hassan Shak’ah

Embalando sabão na fábrica Hassan Shak’ah, Nablus, cerca de 1940. 

Fósforos

Fábrica de fósforos, Nablus, 1940.

Tabaco Tatli-Sert

Fardos de tabaco Tatli-Sert em estoque, Nazaré, ca. 1940. 

Companhia de Cigarro Árabe e Tabaco

Fardos de tabaco Tatli-Sert em estoque, Nazaré, ca. 1940. 

Arab Citrus Line

Colagem de anúncios de publicidade. 

Jaffa Orange Co.

Colagem de anúncios de publicidade. 

Jaffa Press Co.

Colagem de anúncios de publicidade. 

Ads for Services

Colagem de anúncios de publicidade. 

Asad's Stores

Colagem de anúncios de publicidade. 

Shukri Deeb

Colagem de anúncios de publicidade. 

Guarda do Consulado dos Estados Unidos em Jerusalém

Guarda do Consulado dos Estados Unidos em Jerusalém com o uniforme tradicional de qawwas (“guarda consular”).

Pastores e um diretor de escola

Pastores e um diretor de escola, com seus respectivos rebanhos, se cruzam pelo caminho na Igreja de Todas as Nações, Gethsemane.